Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Felizes

- by Leandro Correa Martins 0

Artigo postado originalmente no site Jornal Empreendedor

Felicidade: todo mundo quer, mas relativamente poucos parecem serem felizes o suficiente, especialmente aqueles com seus 40 e poucos anos.
Uma boa notícia e uma má notícia: infelizmente, cerca de 50% da sua felicidade, sua  é determinada por traços de personalidade que são em grande parte hereditárias.
Metade de quão feliz você se sente basicamente fica fora de seu controle.
Que chatice.
Mas, o que define 50% do seu nível de felicidade está totalmente dentro de seu controle: relacionamentos, saúde, carreira, etc. Então, mesmo se você estiver geneticamente disposto a ser um pouco sombrio, você ainda pode fazer coisas para tornar-se muito mais feliz.

#1. Faça bons amigos

É fácil se concentrar na construção de um network profissional de parceiros, clientes, funcionários, conexões, etc., porque não há uma recompensa.
Mas há um retorno definitivo ao fazer amigos verdadeiros. O aumento de seu número de amigos se correlaciona com um maior bem-estar subjetivo.
Duplicar o seu número de amigos é como aumentar sua renda em 50% em termos de quão feliz você se sente.
E se isso não for suficiente, as pessoas que não têm fortes relações sociais têm 50% menos probabilidade de sobreviver em um determinado momento do que aqueles que têm.
Faça amigos fora do trabalho. Faça amigos no trabalho. Faça amigos em todos os lugares.
Faça amigos verdadeiros. Você vai viver uma vida mais longa, mais feliz.

#2. Expresse gratidão ativamente

De acordo com um estudo, casais que expressavam gratidão em suas interações um com o outro tiveram um aumentos na conexão do relacionamento e na satisfação no dia seguinte – tanto para a pessoa que expressa gratidão quanto para a pessoa que a recebe.
É claro que isso é a mesma coisa no trabalho. Expresse gratidão pelo trabalho árduo dos funcionários e você vai se sentir melhor com você mesmo.
Outro método fácil é escrever algumas coisas sobre as quais você é grato todas as noites. Um estudo mostrou que pessoas que anotaram 5 coisas pelo que eram gratos 1 vez por semana ficaram 25% mais feliz depois de 10 semanas.
As pessoas felizes se concentram no que têm, e não no que não têm. É motivador querer mais em sua carreira, relacionamentos, conta bancária e etc.
Mas, pensar sobre o que você já tem, e expressar gratidão por isso, vai fazer você muito mais feliz.
E irá lembrá-lo que, mesmo se você ainda tenha grandes sonhos, você já realizou muito – e deve se sentir realmente orgulhoso disso.
Expresse sua gratidão e seja agradecido pelas coisas boas que aconteceram com você.
Expresse sua gratidão e seja agradecido pelas coisas boas que aconteceram com você.

#3. Prosseguir os seus objetivos ativamente

Metas que não são perseguidas não são metas, elas são sonhos, e sonhos só fazem você feliz quando você está sonhando.
Perseguir metas, no entanto, faz você feliz. De acordo com David Niven, autor de “100 Simple Secrets of the Best Half of Life”, as pessoas que poderiam identificar uma meta que estavam perseguindo eram 19% mais propensas a se sentirem satisfeitas com suas vidas e 26% mais propensas a se sentirem positivas sobre si mesmas.
Portanto, seja grato pelo que você tem. Então tente  conquistar mais ativamente. Se você está buscando um grande objetivo, certifique-se de que cada vez que você dê um pequeno passo mais perto de alcançá-lo, você mesmo dê um tapinha nas costas.
Mas não compare onde está agora para onde você espera algum dia estar.
Compare onde você está agora para onde estava há poucos dias. Então você vai receber dezenas de pedaços pequenos de realização – e uma fonte inesgotável de coisas para ser grato.

#4. Faça o que faz você se distinguir quantas vezes você puder

Você conhece o velho clichê sobre o artista faminto que ainda é feliz? Acontece que é verdade: os artistas são muito mais satisfeitos com seu trabalho do que os não-artistas – mesmo que o salário seja consideravelmente menor do que em outros campos especializados.
Por quê? Não sou pesquisador, mas é evidente que quanto mais você gosta do que faz e quanto mais você se sente satisfeito com o que você faz, mais feliz você será.
É claro que é razoável pensar que você pode jogar tudo pro alto e simplesmente fazer o que você ama.
Mas você pode encontrar maneiras de fazer mais do que você se distingue. Delegue. Terceirize. Comece a mudar os produtos e serviços que você fornece em áreas que permitam trazer mais do que suas forças pode suportar.
Se você é um grande instrutor, encontre maneiras de instruir mais pessoas. Se você é um grande vendedor, encontre maneiras de simplificar suas tarefas administrativas e chegue na frente com mais clientes.
Todo mundo tem pelo menos algumas coisas que fazem muito bem. Encontre maneiras de fazer essas coisas com mais frequência. Você será muito mais feliz.
E, provavelmente, muito mais bem-sucedido.

#5. Doe

Enquanto a doação é geralmente considerada como altruísta, doar também pode ser mais benéfico para o doador do que para quem recebe.
Intuitivamente eu acho que todos nós sabíamos o porquê parece incrível ajudar alguém que precisa.
Não só está ajudar aqueles que precisam cumprir algo, também é um lembrete de como comparativamente somos felizes – o que é um bom lembrete de como devemos ser gratos por aquilo que já temos.
Além disso, receber é algo que você não pode controlar. Se você precisar de ajuda – ou simplesmente querer ajuda – você não pode fazer os outros ajudá-lo. Mas você sempre pode controlar se tiver algo a oferecer e fornecer ajuda.
E isso significa que você sempre pode controlar, pelo menos até certo ponto, como você é feliz – porque doar faz você mais feliz.
Doe-se para os outros. Isso faz você se sentir melhor.
Doe-se para os outros. Isso faz você se sentir melhor.

#6. Você não deve única e exclusivamente perseguir coisas

O dinheiro é importante. Ele faz um monte de coisas. (Uma das mais importantes é o de criar escolhas).
E se você não acredita nisso, aqui está outra opinião: a unidade materialista e satisfação com a vida são negativamente relacionadas.
Ou, em termos leigos, perseguir posses tende a torná-lo menos feliz. Pense nisso como a síndrome da casa maior. Você quer uma casa maior. Você precisa de uma casa maior. Então você compra. A
vida é boa. Até alguns meses mais tarde, quando a sua casa maior agora é apenas a sua casa. O novo sempre se torna o novo normal.
Coisas só fornecem explosões momentâneas de felicidade. Para ser mais feliz, não persiga muitas coisas. Em vez disso, persiga experiências.

#7. Viva a vida que você quer viver

Bonnie Ware trabalhou em cuidados paliativos, passando um tempo com pacientes que tinham apenas alguns meses de vida.
O arrependimento mais comum era: “eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo, e não a vida que esperavam de mim”.
O que as outras pessoas pensam – especialmente as pessoas que nem sequer você conhece – não importa. O que as outras pessoas querem que você faça não importa.
Suas esperanças, seus sonhos, seus objetivos. Viva a sua vida à sua maneira.
Cerque-se de pessoas que o apoia e não se importam com o “você” que eles querem que você seja, mas com o verdadeiro você.
Faça escolhas que são certas para você. Diga coisas que você realmente quer dizer para as pessoas que mais precisam ouvi-las. Expresse seus sentimentos. Pare e sinta o perfume de algumas rosas. Faça amigos, e fique em contato com eles.
E acima de tudo, perceba que a felicidade é uma escolha. 50% de como você é feliz está dentro de seu controle, assim que começar a fazer mais coisas que vão fazer você mais feliz.
___
Este artigo foi adaptado do original, “7 Things Remarkably Happy People Do Often”, da Inc.



Enrico Cardoso trabalha com storytelling para construção de marcas. Acredita que toda empresa tem uma única oportunidade de se transformar em uma grande marca: contando histórias.
Conheça o site do Jornal Empreendedor

Blog Sua Carreira

Leandro Correa Martins. Minha Missão é Ajudar Pessoas na utilização de ferramentas para uma Gestão inteligente, dos processos de Gestão de Pessoas (com ênfase em Gestão por Competências com Avaliação de Desempenho), através de consultoria e treinamento específico, em processos e sistemas de cargos e salários, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento. Especialista em gestão de pessoas e negócios. Fundador do Blog Sua Carreira. 20 anos de experiência no mundo corporativo em empresas do segmento bancário, consultoria de recursos humanos e tecnologia. Inscreva-se no meu canal do Youtube.
Eu também sou membro de um grupo fechado de pessoas que cria negócios lucrativos online. Quer saber mais? ==> Libertação Digital.

0 comentários:

Comente e Compartilhe com seus amigos!

...................................................................

.
.

Os Mais Lidos da Semana

Blog Sua Carreira © 2017 - Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.
© 2017 Blog Sua Carreira. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Traduzido por: Template para Blog