CAPITAL INTELECTUAL: O QUE É E QUAL A SUA RELEVÂNCIA EM UMA EMPRESA?


             Imagem de mohamed Hassan por Pixabay 



Se você está acostumado com o universo administrativo e suas particularidades, com certeza já ouviu falar sobre capital intelectual. Entretanto, compreender este conceito nem sempre é fácil, uma vez que, às vezes, surge a confusão com a expressão capital humano.

Dentro da empresa, o capital intelectual é extremamente relevante, afinal, nesse meio, há colaboradores cada vez mais capacitados para executar suas funções e aumentar as chances de sucesso nos negócios, como em, por exemplo, processos de licitação.

Apesar da dificuldade em mensurar o capital intelectual dentro de uma organização empresarial, você pode percebê-lo quando conta com uma equipe proativa, inovadora e que pensa “fora da caixa”, tendo a chamada “mentalidade do dono”. 

Para que você entenda um pouco mais sobre o tema, preparamos este post! Nele, você encontrará o conceito de capital intelectual, sua importância, seus principais benefícios e a grande diferença existente entre o capital intelectual e o capital humano. Vamos começar?

O que é capital intelectual?
O capital intelectual é um nome bastante sugestivo, uma vez que representa o valor de uma empresa pelo conhecimento de seus colaboradores e processos. Quanto mais pessoas especializadas trabalharem em uma instituição, melhores serão os serviços prestados.

Vale ressaltar, portanto, que investimentos em capital intelectual são de grande valia para a sua empresa. Ainda, de forma geral, o capital intelectual pode ser dividido em diferentes classes, que são: humano, estrutural e credibilidade. Conheça-as um pouco mais!

Humano: quando citamos a classe humana do capital intelectual, estamos falando a respeito dos conhecimentos e habilidades dos colaboradores, principalmente diante de desafios empresariais;

Estrutural: expertise nos processos administrativos da empresa, conceitos e modelos diversos explorados pela instituição;

Credibilidade: a classe externa diz respeito à credibilidade da marca perante o público, a lealdade de seus fornecedores, a percepção cultural dos valores da empresa e muito mais.

Quando juntamos essas três diferentes classes, consideramos o capital intelectual da empresa, que também pode ser definido como a capacidade de adaptação perante diferentes cenários.

Agora que você aprendeu mais sobre o conceito do capital intelectual, abaixo, falaremos sobre a importância de investimentos nessa área, seus principais benefícios e muito mais. Você não vai querer perder! Então, siga a leitura.

Por que investir no capital intelectual?
Investir no capital intelectual de uma empresa é garantir que os sistemas estarão em constante evolução, o que é muito importante por conta da volatilidade dos processos empresariais.

Além disso, ter pessoas intelectualmente capazes de dividir ideias, compartilhar conhecimentos, ensinar o próximo a lidar com situações adversas e que possuem a chamada “mentalidade do dono”, é essencial para o crescimento exponencial de uma firma.

Há, também, o ponto da valorização do colaborador. Quando ele encontra um espaço para discutir suas ideias e sente que é ouvido, e que seus pontos são valorizados pelos gestores, as chances de lealdade empresarial aumentam.

Uma das razões para se investir em capital intelectual é que os conhecimentos individuais e coletivos são capazes de gerar oportunidades de colaboração e comunicação. Por isso, cursos de capacitação de pessoal e incentivo aos estudos devem ser levados a sério.

Quais são os principais benefícios de gerenciar o capital intelectual?
Abaixo, elencamos quatro dos principais benefícios de gerenciar o capital intelectual, para que você, gestor, empreendedor ou empresário, tenha uma noção ainda maior da importância do investimento em capacitações para os colaboradores. 

Contribui com a redução da taxa de turnover
Ao investir e gerenciar o capital intelectual de uma organização, a taxa dos processos de desligamento, contratação e treinamento tende a diminuir. Desta forma, ao investir no capital intelectual, você garante que seus funcionários estarão, sempre, atualizados.

Isso, inclusive, agrega muito valor à visão que os colaboradores têm da empresa, que passa a ser vista como um local propício para o desenvolvimento de habilidades e esclarecimento de dúvidas.

Fomenta a inovação
Outra contribuição do investimento e gerenciamento do capital intelectual de uma empresa é o fomento de processos inovadores. Quando o colaborador aprende, ele tem vontade de aplicar. Então, é muito importante que ele esteja em constante atualização.

Inúmeros cursos oferecidos por empresas de treinamento possuem metodologias modernas e atuais, inclusive vindas do interior, que podem impulsionar o conhecimento dos colaboradores e, consequentemente, da empresa.

Aumenta a motivação dos colaboradores
Quando o colaborador sente confiança em algum processo empresarial, ele ganha um impulso enorme. Ao incentivar o conhecimento e mostrar-se pronto para ouvi-lo, o funcionário se sente motivado e pronto para o trabalho e seus novos desafios.

Esse ponto influencia, também, no primeiro tópico citado. Afinal, no momento em que o colaborador tem motivação e engajamento, dificilmente ele será atraído por outras propostas ou ficará desmotivado com a situação atual.

Cria um diferencial competitivo
Outro ponto interessante do investimento em capital intelectual tem a ver com a criação de um diferencial competitivo entre os colaboradores. Isso é, quanto mais eles aprendem, melhores são os resultados.

Esse fator pode impulsionar uma competição saudável sobre entrega de resultados, fazendo a empresa passar por inúmeros ciclos de melhorias cada vez mais importantes para o seu crescimento.

Capital intelectual x Capital humano: qual a diferença?
Muitas pessoas costumam confundir os conceitos de capital intelectual e capital humano. Entretanto, não se engane. Apesar de serem áreas relacionadas, elas são bastante diferentes.

Enquanto o capital humano considera, resumidamente, colaboradores de uma empresa, o capital intelectual, como falamos há alguns tópicos, não se resume aos conhecimentos dos colaboradores, mas a um conjunto de qualidades observadas no núcleo empresarial.

Lembra-se das classes do capital intelectual? São elas as principais responsáveis por fazer a diferenciação entre o capital intelectual e o capital humano dentro de uma organização empresarial.

Conclusão
Compreendeu o conceito de capital intelectual e suas diversas variantes? Trata-se de um conhecimento importante para todas as pessoas que trabalham, direta ou indiretamente, com administração e gestão de pessoas.

Caso você ainda tenha ficado com alguma dúvida sobre o tema, deixe seu comentário abaixo. Nossa equipe certamente poderá te atender e, então, sanar quaisquer questionamentos a respeito de capital intelectual!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e Compartilhe com seus amigos!

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

..........................................................................................

.
Cupom de 35% OFF na Pós-Graduação Intensiva (Código: QUERO35)